Eu tenho fibromialgia!!!

EU TENHO FIBROMIALGIA!!!

Este blog é dedicado a tod@s que como eu sofrem de FM.
E para que as demais pessoas possam aprender e compreender o que se passa quando se tem FM.
Gostaria de dizer que nós (portadores da FM) temos uma alma viva... que dentro de nós ainda existe aquela pessoa que gosta de curtir a vida, que gosta de correr, dançar, ir a praia, trabalhar, namorar, viajar...
Mas existe um desanimo que nos domina logo quando acordamos.
E o medo de sentir dor nos limita.Com isso, nos sentimos impotentes para cuidar de nós mesmos. E então vem a depressão. E tudo vira uma bola de neve... dor - medo - impotência - depressão.
Mas quando estamos bem... realmente estamos bem... e sorrimos, cantamos, somos felizes.
Talvez por isso muitas pessoas não compreendam a Fibromialgia.

É isso... sei que não estou sozinha!!!
Ahhhh.... estou lá embaixo no rodapé !!!

segunda-feira, 19 de março de 2012

O corpo grita o que a boca cala!!!

O Corpo grita… o que a boca cala!

A doença é um conflito entre a personalidade e alma.

Muitas vezes...

... o resfriado escorre, quando o corpo não chora!

...a dor de garganta traz rouquidão, quando não é possível comunicar as aflições!

... o estomago arde, quando a raiva não consegue sair!

... o diabetes invade, quando a solidão dói!

... o corpo engorda, quando a insatisfação aperta!

... a dor de cabeça deprime, quando as dúvidas aumentam!

... a alergia aparece,quando o perfeccionismo fica intolerável!

... as unhas quebram, quando as defesas ficam ameaçadas!

... o coração enfraquece, quando o sentido da vida parece terminar!

... o peito aperta, quando o orgulho escraviza!

... a pressão sobe, quando o medo aprisiona!

... as neuroses paralisam, quando a criança interior tiraniza!

... a febre queima, quando as defesas explodem as fronteiras de imunidade!

... os joelhos doem quando o orgulho não se dobra!

... o câncer mata, quando se desiste de lutar!


E as suas dores caladas? Como elas falam em seu corpo?

A doença não é ruim. Ela te avisa que você está errando o caminho.


“O caminho da felicidade não é reto. Existem curvas chamadas EQUÍVOCOS, existem semáforos chamados AMIGOS, existem sinais de alerta chamados FAMÍLIA. E tudo se consegue possuindo: um estepe chamado DECISÃO, um potente motor chamado AMOR, um bom seguro chamado FE e combustível abundante chamado PACIENCIA. “


Fonte: internet (desconheço o autor)


domingo, 18 de março de 2012

Como lidar com as crises de fibromialgia

(imagem:internet)
Como lidar com as crises de fibromialgia

Pacientes com fibromialgia (FM) ocasionalmente experimentam “crises” da doença, isto é, momentos quando os sintomas da fibromialgia pioram. Os sintomas que pioram geralmente são a dor, as alterações do sono e a fadiga. Saber lidar com estas situações é uma habilidade importante de ser adquirida. Um primeiro passo é tentar identificar o que desencadeia as crises. Na maioria das vezes, o paciente consegue definir algum fato ou situação que levou a uma piora do quadro. Um dos fatores mais comuns é o exagero na atividade do dia-a-dia, principalmente afazeres domésticos. Fatores emocionais também são uma causa importante das crises. Alterações climáticas podem aumentar a percepção dolorosa. Em algumas mulheres, as crises são sempre em período pré-menstrual, demonstrando que causas hormonais também podem estar atuando.

Reconhecendo estes desencadeadores, o paciente com fibromialgia pode ganhar algum controle sobre as crises, evitando ou tomando medidas preventivas sobre estes fatores.

Embora a atividade física seja fundamental para pacientes com FM, o excesso de atividade corporal pode levar a uma piora de sintomas. O paciente com FM está descondicionado fisicamente, e o exagero numa atividade doméstica ou no exercício pode desencadear uma crise que dure dias. É importante dividir tarefas que exijam esforço físico, não tentando “compensar” pelos dias perdidos. Também é importante não tentar esgotar as tarefas de uma só vez. Por exemplo, a tendência de uma dona-de-casa é sempre passar toda a roupa, para depois dobrá-la e guardá-la. Seria menos cansativo passar um pouco da roupa, depois guardar um pouco e voltar a passar. Isto faz variar os grupos musculares que estão sendo usados, e permite um melhor equilíbrio da fadiga muscular. Sempre se deve fazer alongamentos antes de qualquer atividade física, tanto no trabalho como no lazer. Se há a chance de haver mais dor por realizar certa atividade, usar medicações analgésicas antes desta atividade pode ser extremamente útil.


O estresse emocional não causa a FM, mas com certeza pode piorar os sintomas. Deve-se sempre manter atento se um quadro de depressão ou ansiedade está surgindo. As condições do tempo também podem piorar os sintomas. Como isto não pode ser mudado, é interessante um aumento nas medicações para o paciente que sente que está mais sensível. Estas questões devem sempre ser discutidas com o médico.

Da mesma maneira, se a paciente sente piora durante o período pré-menstrual, ajustes podem ser feitos neste período em relação à medicação para dor, para o sono e para relaxamento muscular. Existem hoje medicações específicas para o período pré-menstrual, que devem ser usadas por todo o mês. Estas opções devem ser discutidas na consulta médica.

Outras dicas durante as crises: descansar bastante, usar formas de calor para aliviar a dor – banhos quentes (principalmente de banheira, se possível), compressas quentes e bolsas de água quente. Uma soneca de 30 minutos após um banho quente pode ser uma boa estratégia para aliviar a dor. Massagens, alongamentos também são boas opções, mas alguns pacientes podem não tolerá-los durante a crise. A acupuntura é uma boa opção para um alívio da dor nas crises. Procure fazer atividades que lhe dêem prazer, para ajudar no relaxamento. Respire fundo e devagar – a crise leva a um aumento no número de respirações (hiperventilação), o que pode levar a sintomas como tontura e amortecimentos, aumentando o estresse.

Procure pensar coisas positivas, repetindo-as com freqüência – “esta crise não durará para sempre”, “eu posso lidar com isso”, “eu farei isto ou aquilo para me sentir melhor”. Estes pensamentos lhe darão força para passar por este período difícil. Algumas pessoas gostam de escrever, e escrever sobre a FM, a crise e o que você está fazendo para amenizá-la já se provou muito eficiente para o sentimento de auto-estima do paciente.

Fonte: Eduardo S. Paiva
Reumatologista
Chefe do Ambulatório de Fibromialgia do HC-UFPR, Curitiba

sábado, 10 de março de 2012

Conversando com Deus - (By Ceiça)

Dedico esta postagem a uma amiga de FIBRA, que tem alma de poeta!!! - Obrigada Ceiça pela bela oração!!

Conversando com DEUS 
 
SENHOR, na maioria dos meus dias, tenho dores terríveis...
Uma sensação de pressão sobre meu corpo...
 O cansaço e a falta de energia me consomem...
 Olho a minha volta, tenho vontade de me levantar, mas minhas forças não são suficientes...
 Penso que talvez seja mesmo muito melhor nestes momentos não brigar com meus desejos...
Meu físico pede descanso, e eu sei disso...
 Talvez eu já tenha mesmo extrapolado por muitos anos o limite do que me seria permitido, correto e ou ideal...
 Mas SENHOR, eu tinha planos, criei expectativas, almejei conquistas e Sonhei...
 Sonhos que esta "intrusa" que surgiu em minha vida e entrou sem me pedir licença, parece ter roubado de mim...
 Entendas que não é fácil e ou tão pouco aceitável...
 Há períodos em que me sinto revigorada, estes no entanto duram pouco, muito pouco...
E de repente me pego novamente "buscando desesperadamente o aconchego da minha CONCHINHA..."
 No entanto meu DEUS, sempre me deste coragem para enfrentar tantos turbilhões e vendavais em minha vida...
E sempre me mostrastes que posso Vencer e sei que agora não será diferente...
 Peço então, a TI, meu DEUS, apesar de toda e qualquer circunstância que me seja preciso passar, não me deixe esmorecer...
 Me conceda sempre a alegria do sorriso, ainda que por instantes não possa ser "tão aberto" e não permita que minha mente se perca em pensamentos negativos e nem meu coração se contamine com palavras tristes e desanimadoras...
 Se minha realidade é conviver com algumas limitações e se muito de tudo o que anteriormente desejei, necessita ser "esquecido", me dê SENHOR: discernimento e sabedoria para encontrar novos caminhos e SONHAR novos SONHOS...
 Ensina-me a lutar com as "ARMAS" que hoje tenho e não me perder em lamentos por conta desta batalha constante e ainda interminável chamada FIBROMIALGIA.
 Capacita-me à "quebrar regras"... Capacita-me a não apenas superar os obstáculos que aí estão e outros que com certeza irão aparecer, mas capacita-me "A SER SUPERAÇÃO..."
 CAPACITA-ME...QUERO escrever uma "Nova História..."AMÉM!
(Ceiça)
Conceição Sousa Ceiça